Polícia Federal cumpre mandado de prisão contra Deputado João Rodrigues

imagem: Divulgaçãoimagem: Divulgação

08/02/2018 11h22 - Por: Rodrigo André Pompermayer

Por volta das 2h da madrugada desta quinta-feira(08) o Deputado Federal gravou um vídeo justificando sua alteração de destino na troca de passagens de São Paulo para Assunção no Paraguai, com o objetivo de preservar sua família contra a exposição no retorno à viagem em familia para Orlando, na Flórida, E.U.A.

 

A Polícia Federal recebeu o pedido de prisão do Deputado e iniciou o monitoramento, ao identificar a mudança de destino, incluiu o nome dele na lista vermelha da Interpol que impediu o trânsito no país vizinho, devendo permanecer no aeroporto para embarque para o Brasil. João Rodrigues embarcou horas depois e foi recebido pela Polícia Federal ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos em São Paulo.

O deputado foi ouvido na Delegacia da Policia Federal na mesma manhã do cumprimento da prisão e será transferido para Brasília para dar início ao cumprimento provisório da pena em regime semi aberto como confirmou o colegiado do STF nesta quarta-feira(07) a decisão do colegiado do TRF-4 em Porto Alegre. Inicialmente ficará preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasilia.

João Rodrigues foi condenado a 5 anos e três meses em processo que o condenou na acusação de irregularidades em um processo licitatório em 1999 quando assumiu por 30 dias a prefeitura de Pinhalzinho, cidade do oeste catarinense, nesta época éra vice prefeito o prefeito era Darci Fiorini.

Em suas declarações, João Rodrigues e sua defesa seguem com a tese de não ter havido dolo ou prejuizo ao erário público. No Dia anterior a prisão, após a decisão do STF, seu advogado Marlon Charles Bertol, disse que: "Faremos embargos de declaração porque eles não analisaram o tema da prescrição! Antes de julgar eles não tem como prender e nem suspender direitos políticos...", porém o mandado foi cumprido conforme decisão do STF.

Relembre AQUI da decisão do STF.

A assessoria de imprensa do Deputado emitiu uma nota sobre o fato

Deputado federal João Rodrigues (PSD) embarcou em Orlando (EUA) na manhã desta quarta-feira (7) com destino a Assunção (Paraguai), de onde faria o trajeto até Chapecó de carro para que na sexta-feira (9) onde se apresentaria à Polícia Federal, como tinha antecipado aos meios de comunicação. Chegando ao Paraguai, no aeroporto, foi abordado por policiais federais, automaticamente feito o comunicado, se entregou. Está indo na manhã desta quinta (8) a São Paulo e depois Brasília, aonde acompanhado de seu advogado, vai cumprir o que determina a Lei.

Voltou a dizer que acredita na Justiça e que seus advogados vão reverter essa situação. Primeira na discussão da prescrição do processo e segundo, com todos os argumentos possíveis, em mais um recurso, para reverter processo que determina a prisão não é transitado e julgado. O deputado afirma que se sente magoado em razão de uma condenação extremamente injusta, mas ao mesmo tempo está aliviado. "Há 20 anos sofro com esse processo. Esperava que o desfecho fosse outro, mas infelizmente por razões que não entendo, vou cumprir a pena, aguardando uma modificação nesta determinação judicial".

O Deputado Federal João Rodrigues produziu um video para explicar sobre a licitação