Chapecó

Movimentação em Aeroporto de Chapecó cresce 11,44% em um ano

09/01/2018 05h05 - Por: Izaque Corvalan

Recorde de movimentação em 2017 (Foto: PMC)Recorde de movimentação em 2017 (Foto: PMC)

De 1º de Janeiro a 31 de Dezembro de 2017 foi registrado um total 467.930 passageiros entre embarques e desembarques no Aeroporto de Chapecó. Se comparado ao ano de 2016 (419.895 passageiros), o acréscimo foi de 48.065 usuários, o que representa um índice de 11,44% segundo balanço realizado pela Administração do Aeródromo. O percentual registrado em Chapecó é muito superior ao nacional. Nos primeiros 11 meses de 2017 (jan. a nov.) a demanda por voos domésticos no Brasil cresceu 3,0% - conforme dados compilados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Algumas variáveis contribuíram para o cenário de crescimento no transporte aéreo em Chapecó em 2017, como por exemplo, o dólar em alta que fez com que o consumidor optasse pelo turismo doméstico. Outro fator relevante é a movimentação do cliente coorporativo/executivo, que é o perfil predominante de passageiro no Aeroporto de Chapecó. A reconhecida Capital Catarinense dos Eventos de Negócios contabilizou somente em 2017 230 grandes eventos no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, com circulação superior a 200 mil pessoas. Além disso, no final do ano, foi expressiva a movimentação de famílias em viagens de férias.

Imagem divulgação PMCImagem divulgação PMC

**Novo terminal está mais próximo **

Com três companhias operando (AZUL, GOL e AVIANCA) e cerca de 45 voos comerciais semanais, o Aeroporto de Chapecó atende hoje um raio de 300 municípios do Oeste de Santa Catarina, Sudoeste do Paraná e Noroeste do Rio Grande do Sul, compreendendo uma população de dois milhões de habitantes. Aproximadamente 35 mil pessoas utilizam o aeródromo mensalmente, entre embarques e desembarques. "Agora o nosso grande desafio é a ampliação do Terminal de Cargas e Passageiros, que já não comporta mais a demanda. A boa notícia é que no dia 19 de dezembro de 2017 assinamos o Termo de Compromisso com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e seremos contemplados com o aporte de R$ 10,6 milhões para investimentos em reforma e ampliação do Terminal, além de adequação do acesso viário. Fomos o único aeródromo do sul do país a ter o projeto aprovado para receber investimentos ainda em 2018 do Programa de Aviação Regional", concluiu o Prefeito, Luciano Buligon.

**Expectativa para elevar o nível do Aeroporto **

O Prefeito destacou, ainda, que o Aeroporto de Chapecó é um dos principais triunfos da região para atrair investimentos e que não pode parar de avançar. "É a união de esforços que está permitindo que possamos prosseguir", acrescentou. Exemplo disso foi o trabalho conjunto e os últimos investimentos realizados em torno da Sessão de Combate a Incêndios. A elevação do nível do aeródromo de CINCO para SEIS dependia de uma série de investimentos que foram feitos em parceria pelos Governos Municipal, Estadual e Federal.

Foram investidos recentemente mais de R$ 1 milhão em Equipamentos de Proteção Individual e Equipamentos de Proteção Respiratória; ampliado o efetivo do Corpo de Bombeiros de nove para 23 militares e recebido um novo caminhão de Combate a Incêndios e Salvamento. Agora, o Município aguarda a homologação da ANAC para enquadrar o aeródromo de Chapecó na categoria seis, possibilitando assim incrementar o número de operações, rotas e voos com aeronaves maiores, além de atrair outras companhias.