Terça, 19 de setembro de 201719/9/2017
Ensolarado
15º
27º
30º
Chapeco - SC
dólar R$ 3,14
euro R$ 3,76
Casa Chapecó
ESPECIAIS
Filhas relatam o orgulho de terem ensinado o pai de 52 anos a ler e escrever
Seu Claudio teve que desistir dos estudos aos dez anos, após perder o pai e ter a necessidade de trabalhar para sustentar a família
Izaque Corvalan Chapeco - SC
Postada em 13/08/2017 ás 10h41 - atualizada em 13/08/2017 ás 12h47
Filhas relatam o orgulho de terem ensinado o pai de 52 anos a ler e escrever

Andressa, Claudio e Alini. (Foto: Arquivo Pessoal)

Superação e persistência, definem a história de Claudio Guinzelli de 52 anos, morador de Ponte Serrada, no oeste catarinense. Ele que tem dez irmãos, perdeu o pai ainda quando era criança e aprendeu a ler e escrever aos 44 anos, com ajuda de duas filhas.


Trabalhando desde criança como agricultor, o catarinense desistiu dos estudos quando tinha 10 anos, após perder o pai, ele viu a necessidade de trabalhar para sustentar a família.


A imagem pode conter: 1 pessoa, chapéu, atividades ao ar livre e close-up


Claudio aprendeu a ler e escrever aos 44 anos (Foto: Arquivo Pessoal)


Com o passar dos anos, Claudio casou e teve três filhos, Alini Guinzelli, Andressa Guinzelli e Amarildo Guinzelli. Com os sonhos de aprender a ler, escrever e tirar a primeira habilitação, as duas filhas que na época frequentavam o colegial, começaram a ensinar o pai com os materiais que utilizavam na escola.


-Eu sou a filha mais nova, estava iniciando a 6° série. E sempre vi em meus pais como exemplos de vida e superação. Fiz dessa imagem mas um motivo para ajudar meu pai nesse momento. Disse Andressa Guinzelli.


Andressa que hoje mora em Chapecó, relata que acompanhou todo o esforço do pai em aprender a ler.


-Foram muitas noites em que eu e minha irmã, que naquela já estava no ensino médio, ensinamos nosso querido pai a ler e escrever, para que assim pudesse tirar sua primeira habilitação. Usávamos nossos livros da escola, ele com toda força de vontade de um homem que sofreu muito na vida, consegui junto com nós, vencer mais essa barreira. Somos uma família muito unida e vejo meu pai como um exemplo de ser humano que fez dos piores momentos de sua vida, degraus para crescer.


Quando começou a ler e escrever, a alegria foi grande relata as duas filhas. Após ser alfabetizado, Claudio realizou a prova na auto-escola, e conseguiu a primeira habilitação.


-Quando ele passou na prova da auto escola chegou super contente em casa, era uma vitória ver seu rosto com a felicidade por ter sido aprovado. Enfatiza Andressa.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
36.436
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium